fbpx

Intercâmbio em Toronto | "Foi amor à primeira vista!" - MAPAei

6 julho 2015
Category
Entrevista
Comments  0

 

O Leandro Henrique é mais uma daquelas pessoas especiais com uma história inspiradora para compartilhar. Nesta entrevista ele conta para gente como planejou seu sonho e se jogou no mundo. Conta ainda sobre o que mudou no meio do caminho. Confira!

Há quanto tempo está no Canadá?
Há 1 ano, mas parece que foi ontem que cheguei! Aqui o tempo passa muito rápido.

Por que escolheu Toronto para estudar inglês?
Escolhi Toronto porque aqui é um dos maiores pólos de cinema do mundo. Muitos filmes de Hollywood são gravados aqui e meu objetivo, depois de terminar o inglês, seria estudar cinema. Além disso, Toronto é uma cidade acolhedora e cheia de oportunidades para novos estudantes e pessoas que buscam novas experiências de vida. Eu poderia aprender inglês em qualquer lugar do mundo, mas só aqui eu teria a oportunidade de conhecer pessoas de todos os lugares do mundo, interagir e me relacionar com elas.

Qual era seu nível de inglês quando chegou?
Era muito básico, tive muita dificuldade ainda no aeroporto de Toronto para conversar com o agente da imigração. Os primeiros dias foram bem engraçados porque, apesar de não conseguir me comunicar direito, todos os atendentes das lojas, restaurantes e supermercados tentavam me ajudar com gestos, ou seja, mesmo que seja na mímica você vai conseguir se comunicar.

E hoje, qual o seu nível de inglês?
Depois de um ano morando aqui, sinto que evolui muito no inglês, principalmente na conversação. Entendi que para aprender a falar é necessário praticar, praticar e praticar. O ponto positivo é que aqui você interage o tempo todo, sendo assim, o processo de aprendizado é muito mais rápido. Em um mês eu já conseguia me comunicar e em seis meses já sentia que tinha evoluído bastante. Quanto mais você fala, mais você sente confiança em falar. No começo eu tinha vergonha em me comunicar em inglês com pessoas que eu não conhecia, mas com o passar do tempo, fiz amizades com pessoas de outros países e a partir daí meu vocabulário aumentou.

Você continua estudando?
Estudei durante 6 meses em uma escola de inglês em Toronto e hoje, continuo estudando em casa com livros de exercícios, cds, e, principalmente, assistindo filmes e seriados sem legenda. É sempre bom manter uma rotina de estudos para não esquecer o que aprendeu, seguir aprimorando e adquirindo mais vocabulário. Sem falar que se você tem como objetivo imigrar para o Canadá, é necessário a realização dos testes do IELTS ou TOEFL e, para tanto, é preciso estudar com afinco.

Qual era seu plano inicial quando decidiu estudar inglês em Toronto?
Meu plano inicial era estudar inglês por 6 meses, em seguida fazer um curso na área de cinema e depois voltar para o Brasil, porém após algumas semanas morando em Toronto, tive a certeza de que era aqui onde eu gostaria de morar e construir minha vida. Posso dizer que foi amor à primeira vista por esta cidade. Atualmente, tenho como objetivo imigrar e tenho elaborado um projeto para atingir este sonho.

Você realizou seu plano ou alguma coisa mudou?
Posso dizer que sim, a experiência até aqui tem sido incrível e não me arrependo de ter deixado o Brasil para realizar este projeto de vida. O que mudou, foi a decisão de permanecer no país por um tempo maior que o inicial.

Acredita que esta experiência traz benefícios pessoais, acadêmicos e/ ou profissionais? 
Viver um ano no Canadá tem me ajudado em todas as áreas da minha vida. Hoje, valorizo muito mais uma amizade, dou muito mais valor a cada centavo que possuo e se quisesse voltar para o Brasil, acredito que estou melhor capacitado para o mercado de trabalho.

No início, foi difícil se comunicar? Quando fica mais tranquilo?
Nos primeiros dias tudo é difícil, pedir um café, comprar uma roupa, pedir uma informação na rua, andar de metrô, tudo é complicado e até dá um pouco de medo. Mas isso é normal e acontece com todo mundo. Aqui as pessoas estão sempre dispostas a te ajudar. Mas depois de duas ou três semanas estudando bastante, você já começa a perder o medo e percebe que tudo vai ficando mais fácil. Claro que tudo depende da sua dedicação nos estudos. Não adianta pagar a escola mais cara, e não estudar, ou então só andar com os amigos brasileiros e falar português o tempo todo. Precisa se dedicar e se esforçar, e em duas ou três semanas você já vai estar se sentindo mais confiante para falar.

É complicado organizar a documentação assim que se chega na cidade?
Depende de quanto tempo você pretende ficar e quais são seus planos. Os documentos básicos referentes a escola, moradia e saúde, geralmente são solicitados na imigração, e sim, vai dar aquele frio na barriga. Mas se todos os seus documentos estiverem bem organizados, não tem porquê ter medo.

Quando você estiver na cidade o mais importante é sempre estar com seu passaporte (cópia) ou  tirar um documento chamado Photo ID (similar ao nosso RG), que é muito fácil de solicitar. Em 5 dias chega no seu endereço de residência no Canadá. Informações sobre o Photo ID, aqui nesse link http://www.ontario.ca/government/ontario-photo-card

Tem muito brasileiro por aí? 
Toronto tem pessoas de todos os lugares do mundo. E sim, tem muitos brasileiros. É normal você andar na rua, no metrô, nos ônibus e escutar pessoas conversando em português. Nas escolas de inglês você sempre vai ter oportunidade de fazer amizades com os brasileiros que estão estudando. O importante é saber equilibrar o contato com os amigos brasileiros, não se limitando a eles, procurando sempre conhecer pessoas de diferentes culturas. Há alguns que são radicais, e enquanto estão estudando inglês não falam nada em português e evitam a todo custo sair com brasileiros. Já há outros que frequentam festas, bares e restaurantes brasileiros e só têm amigos brasileiros. Acho que o equilíbrio é a melhor maneira de resolver isso.

Você ficou em casa de família? Como foi?
Eu não tive a oportunidade de morar em homestay (casa de família), pois vim acompanhado de minha esposa. A dinâmica de intercâmbio a dois é um pouco diferente. Optamos por alugar um quarto em um apartamento, que era dividido entre nós e outro casal.

Moradia em Toronto não é algo muito difícil de conseguir, como a cidade é cheia de estudantes tem sempre gente indo e chegando, por isso a oferta de quartos é muito grande. Conheci alguns amigos que moraram em casa de família, cada um teve uma experiência diferente. Alguns amigos gostaram muito da família, conseguiram conversar, participando das refeições em conjunto. Mas também conheci alguns que tiveram uma experiência frustrante, como, por exemplo, a família controlava os horários de retorno a casa, controlava a quantidade de comida e até a quantidade de banhos diários. Por isso, caso o estudante opte por casa de família, diria que é importante tentar conversar com a família antes de vir e procurar entender quais são as restrições.

Quanto é preciso ter por mês para sobreviver em Toronto?
Isso é relativo. Depende do estilo de vida que você vai levar aqui em Toronto. Acredito que uma pessoa necessite no mínimo de 1.200 dólares mensais (inclusos: aluguel, telefone, laundry, alimentação e lazer). O custo de vida em Toronto é alto e talvez esse seja um dos únicos pontos negativos da cidade.

Você tem planos de voltar para o Brasil?
Eu sinto muita saudade da família e dos amigos, mas no momento meus planos são de permanecer por mais tempo. Quero voltar para passar férias e poder compartilhar com todos os momento maravilhosos que temos vivido, mas já considero Toronto, essa cidade maravilhosa, como meu novo lar!

Entrevistado por Marcia Tichauer

 

Comments are closed.

shares