UA-60948935-1

Choque Cultural - China | Mapa da Educação Internacional | MAPAei

1 junho 2015
Comments  0

Ni men hao,

“Choque cultural refere-se à ansiedade e sentimentos (de surpresa, desorientação, incerteza, confusão mental) sentido quando as pessoas têm de operar dentro de uma diferente e desconhecida cultura ou ambiente social. Após deixar o que era familiar para trás, as pessoas têm de encontrar o caminho em uma nova cultura que tem um modo de vida diferente e uma mentalidade diferente, tal quando em um país estrangeiro. A partir dali, nascem as dificuldades de assimilar a nova cultura, causando dificuldades em saber o que é adequado e o que não é. Muitas vezes combinada com uma aversão ou mesmo nojo (moral ou estético) com certos aspectos da nova cultura.” Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Choque_cultural

Resolvi postar algumas fotos que ilustram este sentimento de surpresa, confusão mental e, muitas vezes, aversão ou nojo. Confesso que já nem sei mais se essas fotos são realmente surpreendentes, o que é um sinal positivo (ou não) de aculturação.

BRINQUEDINHOS

9 foto1

Lembro-me a primeira vez que vi um desses brinquedinhos de criança que estão espalhados por toda a cidade. Imaginei logo uma mãe chinesa tentando educar seu filhinho: “Se você não se comportar bem, vai ter que andar 5 minutos no pedalinho dos monstrinhos ou dos irmãos siameses esquizofrênicos!” Esses bonecos são personagens famosos de desenhos animados infantis que passam na TV.

AGACHAMENTO

agachamento

É assim que os chineses param na rua para descansar. Ninguém precisa achar um banquinho ou parede para se encostar. Basta se agachar, pressionar os calcanhares contra o chão, buscar o ponto de equilíbrio e relaxar. Aliás, é assim que eles vão ao banheiro, lembram? Estão achando que é fácil? Então tentem!

 NO SHOPPING

9 foto3

Diálogo da família:

_ Mãe, a gerente da loja deve ter morrido e eles estão fazendo uma homenagem!

_ Ué, mas tem coroa de flores naquelas outras lojas também. Suicídio coletivo?”

_ Não, não, apenas liquidação de verão.

Na China, as coroas de flores iguaizinhas às que usamos em nossos velórios sinalizam inaugurações ou promoções de venda.

 VEADOS E AFINS

9 foto4

Na China, não existe nenhuma associação entre a homossexualidade e o veado. Assim como também não existe entre chifre e marido traído. Aliás, o símbolo de “corno” para os chineses é um boné verde.  Se um dia vierem à China, já sabem: evitem os bonés!

foto5

 PASSEANDO PELA RUA

foto rua

_O que é aquilo andando de bicicleta?

_ Carne seca.

Aqui na China é comum ver calcinhas e cuecas dividindo o mesmo varal com linguiças e costelinhas de porco secando ao vento. Com a poluição que assola o país, estas são carnes literalmente defumadas.

 NA PRAIA

foto7

Os biquínis das mulheres chinesas equivalem às nossas camisolas de dormir. Apesar de não serem muito bem dotadas de bumbum, ainda assim não é de bom tom mostrar as curvinhas. Ao virem para China, por favor, esqueçam do fio dental!

Mas, só para me contradizer, olhem só a mulher que encontramos no restaurante esses dias!

foto8

CACHORRO

Para finalizar, aqui está a resposta para a pergunta que sempre me fazem: “Sim, eles comem cachorro”. Não são em todas as regiões da China que se come cachorro e nem são Poodles ou Labradores. São cães criados especialmente para o abate. Esta foto foi tirada num restaurante perto da escola dos meus filhos. Eu desci do ônibus e dei de cara com esta cena. Isso é ou não é a melhor expressão de choque cultural?

9 foto9

Zai Jian

 

Foto Chris

Christiane Dumont é publicitária e vive há quase quatro anos em Shenzhen. Casada, mãe de 3 filhos, ela trabalha fornecendo suporte a brasileiros que desejam fazer negócios, estudar ou conhecer a China. Christiane também escreve para sites e mídias sociais e atua como gerente de marketing de um centro de língua e cultura que visa estreitar as relações entre chineses e estrangeiros do mundo inteiro. Ela é parceira exclusiva da MAPAei na área de educação e organiza o Programa Welcome Plus em Shenzhen.

 

 

Comments are closed.