UA-60948935-1

Estudar Inglês e Trabalhar na Irlanda

26 novembro 2021
Category
Irlanda

 Inglês na escola, inglês no trabalho, inglês para sobreviver

Ter a oportunidade de trabalhar enquanto se estuda Inglês é um chamariz e tanto para aqueles que querem aprimorar o idioma! O estudante sai do ambiente de sala de aula estruturado e adequado ao seu nível de conhecimento e cai no mundo real que demanda dele ação, atitude e proatividade. Neste ambiente, é exigido no mínimo uma comunicação de nível intermediário e, à medida que ela vai se tornando mais fluída, mais se avança nos estudos e melhores oportunidades de trabalho vão surgindo.

Tão estimulante quanto ver este avanço no entendimento do idioma, é receber o pagamento por um trabalho realizado todo em Inglês. Dá um orgulho danado! 😊

A experiência não para por aí, pois há diversas outras demandas que impõem o uso da língua inglesa, todas elas relacionadas a sobrevivência. Eu diria que melhor estímulo não há. De questões burocráticas de visto, conta bancária à alimentação, contratação de moradia e por aí vai.

COMO CHEGAR LÁ?

A Irlanda é um dos poucos países que permitem que estudantes de Inglês trabalhem por meio período durante as aulas e período completo nas férias (em determinados meses). Melhor do que isso, são as regras de Visto de Entrada/ Permissão de Residência que são avaliados no momento do desembarque, na imigração, e depois, já estando no país no departamento de estrangeiros respectivamente. Interessante também é o fato de ser possível renovar 2 vezes este modelo combinado de Aulas de Inglês e permissão de Trabalho até que se completem 2 anos no país.

Visto de Entrada

O Visto de Entrada na Irlanda é emitido ao desembarcar no país pelas autoridades de imigração que, de maneira geral, verificarão os documentos relacionados abaixo. Lembrando que a autorização de entrada ou não no País é de responsabilidade exclusiva das autoridades de imigração, que podem solicitar outros documentos para apoiar a decisão.

* Passaporte com validade superior a 6 meses após a data de retorno;
* Carta de Matrícula em um Curso de Inglês com carga horária mínima de 15h semanais em uma Escola que tenha o Learner Protection, confirmando o pagamento completo, incluindo o Seguro Governamental
* Comprovante de Acomodação de no mínimo 1 semana;
* Passagem de Volta;
* Seguro Viagem com Cobertura de EUR 30.000;
* Comprovante Financeiro comprovando meios de se manter no país (EUR 3.000).

Permissão de Residência | Stamp2 – Irish Residence Permit (IRP)

Após entrar no país, o estudante tem 1 mês para dar entrada na sua Permissão de Residência na Garda National Immigration Bureau (GNIB) mais próxima, estando apto para uma estadia de longa duração com permissão de trabalho. De maneira geral os documentos que deverão ser apresentados são:

* Passaporte com validade superior a 6 meses após a data de retorno;
* Carta da Escola (IRP Letter), concedida após o início do Curso;
* Comprovante de Residência;
* Seguro Governamental
* Comprovante Financeiro no valor de EUR 3.000,00;
* Taxa do Visto: EUR 300.

Finalizada a entrevista, o documento deve ficar disponível para retirada em 10 dias úteis em média e, então, vem a corrida pela busca de trabalhos e oportunidades de praticar o idioma fora da sala de aula.

MERCADO DE TRABALHO NA IRLANDA

Como comentado acima, as oportunidades de trabalho estão diretamente ligadas ao nível de conhecimento do idioma, à medida que a fluência vai avançando, mais oportunidades e boas perspectivas vão surgindo. De maneira geral, por conta da comunicação inicial básica, a maioria dos estudantes iniciam seus trabalhos na área de serviços em funções, muitas vezes, totalmente desconexas da sua formação. É preciso chegar aberto para estas opções, atento ao tipo de contratação e estudar muito para ir progredindo, se adaptando e vivenciando as aventuras e agruras que são realidade para quem está no exterior seja por um curto ou longo período.

Importante: para iniciar o novo trabalho será necessário solicitar o Personal Public Service Number (PPS). Este documento é indispensável para trabalhar legalmente no país e pode ser solicitado a partir do momento em que o estudante tem uma proposta de emprego.

Planeje-se financeiramente para os primeiros meses que costumam ser mais custosos, em que é necessário aguardar seu IRP, contando o tempinho de adaptação com relação à língua, cultura e demandas básicas como transporte, compras de itens essenciais, entre outros.

Ouse experimentar, ouse arriscar-se, ouse cair de paraquedas em um novo ambiente sem lenço, sem documento, sem família, sem amigos!

Adrenalina e muito aprendizado!

Confira o depoimento de quem já foi Clique Aqui e uma entrevista sobre a experiência de viver na Irlanda, Clique Aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *